Ir para o conteúdo principal

Direto com o proprietário: como vender uma empresa sem um assessor financeiro

Neste artigo, nossa autora convidada, Lauren Galietti, Vice-Presidente de Marketing da AssetWorks, compartilha dicas para vender o seu negócio sem um assessor financeiro.


Semelhante a como um corretor de imóveis o ajuda a vender sua casa, trabalhar com um assessor financeiro pode aliviar o fardo de vender sua empresa. No entanto, não é necessário trabalhar com um corretor para vender um imóvel, nem é essencial que se use um assessor financeiro para vender seu negócio.

Se estiver considerando colocar uma placa de “Vende-se direto com o proprietário”, aqui estão algumas estratégias que o ajudarão a navegar com sucesso o processo de fusões e aquisições sem um assessor financeiro.

Antes de procurar compradores: construa e alavanque sua rede de contatos

Um dos benefícios de trabalhar com um assessor financeiro é o acesso à sua rede de potenciais compradores. A falta de uma rede sólida pode colocá-lo em desvantagem ao analisar adquirentes, no entanto, este é um obstáculo que pode ser superado.

Se a sua empresa ainda é uma start-up, existem recursos específicos para você. Muitas cidades têm programas de aceleração e incubação para líderes tecnológicos que podem ajudá-lo a construir uma rede de apoiadores e potenciais interessados.

Para start-ups e outras empresas mais estabelecidas, uma ótima maneira de construir uma rede é recorrer à internet. Dedique tempo para procurar empresas que adquiriram negócios como o seu no passado. Faça conexões com compradores através de redes sociais como o LinkedIn e entre em contato para iniciar uma conversa.

Buscando compradores: crie um Memorando de Informações Confidenciais (CIM)

Outro elemento do processo de vendas no qual um assessor financeiro pode ser útil é criando um Memorando de Informações Confidenciais (ou do inglês, CIM). Este é o documento que você usará para divulgar a venda da sua empresa para a rede de contatos recém-estabelecida.

Um CIM inclui informações sobre sua solução, o mercado que você atende, o ambiente competitivo, sua base de clientes e taxa de rotação de clientes, juntamente com informações financeiras históricas e projeções de resultados futuros. Para obter mais informações sobre CIMs e um checklist do que incluir, clique aqui.

Escolhendo um comprador: encontre a opção mais compatível

Você está simplesmente procurando a oferta mais alta? Ou busca um lugar onde sua empresa possa continuar crescendo no futuro? Seu plano é sair do negócio ou encontrar novas oportunidades de crescimento para você e seus funcionários?

Avalie o que é mais importante e em que tipo de ambiente você acredita que a empresa prosperará. Em seguida, volte a usar a rede de contatos e o CIM que você criou para começar a desenvolver discussões e construir relacionamentos.

Fechando o negócio: convoque a ajuda de um especialista jurídico

Elementos como propriedade intelectual, acordos contratuais e a estrutura do negócio significam que haverá muito para discutir com o adquirente antes que vocês possam chegar a um acordo. Quando sentir que encontrou a melhor opção para você e para a empresa que construiu, obtenha a ajuda de um profissional jurídico com experiência em fusões e aquisições na hora de fechar o negócio. 

Rolar para o topo